ter. mar 19th, 2019

Ava pode afetar mais 1,7 milhão de pessoas em Madagascar

A tempestade tropical é a primeira do gênero a se formar no Oceano Índico nesta época do ano,  que ainda poderá receber outros dois ou três eventos até o mês de março quando acaba a temporada de ciclones nesta região do Índico.

Mapa da nuvem. Mapa do trilho e do vale-vento. Área verde: área que pode ser afetada por ventos de mais de 64 km/h (força da tempestade tropical). Área de laranja: Mesmo, para ventos de mais de 92 km/h. Área Vermelha: Mesmo, para ventos acima de 120 km/h (força de Furacão ou Tufão)

Foto: INAM
Samantha Hennzell

OCEANO ÍNDICO | Madagascar está em estado de alerta laranja devido a chegada da tempestade tropical Ava que surgiu na noite da quarta-feira (03), com ventos de 65 quilômetros por hora e se intensificou na manhã desta quinta-feira (04), elevando a velocidade de seus ventos para 100 quilômetros por hora, podendo se transformar em ciclone categoria 1 se ultrapassar a velocidade de 120 km/h. Estima-se que até 1,7 milhão de malgaxes [população local] podem ser afetados pela passagem da tempestade Ava que se formou no oceano Índico entre a ilha de Madagascar e o país africano Moçambique.

O Instituto Nacional de Meteorologia de Moçambique (INAM – da sigla em inglês) reforçou o alerta em um comunicado informando a ocorrência de ventos fortes de até 170 quilómetros por hora, ocasionando agitação marítima e ondas que poderão alcançar até 5,5 metros de altura entre os paralelos 15 e 25 graus sul, correspondentes às regiões costeiras das províncias da Zambézia e de Sofala, situadas na região central de Moçambique.

Segundo o meteorologista Acácio Tembe, do INAM, o mau tempo ocasionado pela tempestade tropical Ava, poderá não representar perigo ao país que, de acordo com a previsão sazonal,  poderá ser fustigado por outros dois ou três ciclones até o mês de março, período que se encerra a temporada de ciclones no Oceano Índico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *