Agências do Santander são alvos de assaltantes no interior de SP

Os casos de tentativa de assalto às agências bancárias ocorreram na mesma noite

Foto: PMESP
Felipe Silva

Agências do banco Santander foram invadidas no começo da noite de sábado (24), e madrugada deste domingo (25), em duas cidades do interior de São Paulo, Matão, e ribeirão Preto, separadas a menos de 100 quilômetros de distância uma da outra. As investidas dos assaltantes movimentaram a noite de batalhões da Polícia Militar do interior, na madrugada deste domingo (25)

Caso da agência bancária de Matão

De acordo com Polícia Militar, no primeiro caso, ocorrido na noite deste sábado, na agência do banco Santander localizado na Rua João Pessoa, no Centro de Matão, os agentes foram acionados por populares que notaram a ação do bandido, dentro da agência. Mediante informações, os policiais foram até o local averiguar a denúncia. Ao perceber a movimentação da PM, o criminoso empreendeu fuga, o local foi cercado pela Polícia, que após muito trabalho, conseguiu prender o bandido.

Caso da agência bancária de Ribeirão Preto

A segunda tentativa de assalto aconteceu na cidade de Ribeirão Preto, por volta das 3h da madrugada, já madrugada de domingo.  O sistema anti-furto coibiu a ação de criminosos que tentavam explodir caixas eletrônicos da agência Santander situado na Rua Coronel Luíz da Cunha, na Vila Tibério, na Zona Oeste da cidade.

Segundo informações da PM, os policiais foram acionados após o disparo do alarme da agência. Chegando no local, constataram que a agência havia sido invadida pelos criminosos, que desistiram do furto após o sistema anti-furto disparar uma nuvem de fumaça e acionar o alarme. Ainda de acordo com a PM, moradores em situação de rua, que ocupam um espaço em frente à Praça Coração de Maria, relataram à PM, que bandidos chegaram em uma motocicleta. Durante a fuga, os assaltantes deixaram para trás um pé de cabra usado para danificar os caixas eletrônicos. Próximo ao banco há câmeras de segurança instaladas que poderão auxiliar nas investigações.

Ninguém foi preso até o fechamento dessa matéria. A Polícia Civil de Ribeirão Preto investiga o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *