ter. mar 19th, 2019

Forças Armadas não devem policiar estádio

PM do Rio tem o único grupamento especializado e conta com 200 homens

Major Silvio Luiz comanda o Gepe, especializado em competições de futebol.

Fotos: Divulgação/PMERJ
Kleber Vieira

Embora a segurança do Rio de Janeiro esteja sob intervenção militar, não há previsão de que isso se estenda ao policiamento nos estádios. Apesar dos constantes confrontos de torcedores em dias de clássicos, o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios continuará sendo o responsável pelas ações nas praças esportivas do estado.

Mesmo com a possibilidade de reforço na segurança do Rio, com parte dos 50 mil integrantes do Comando Militar do Leste, o major PM Silvio Luiz disse que isso não deve se estender aos locais onde são disputados jogos de futebol.

O policial comanda o Gepe, único núcleo especializado em competições de futebol, que atua nos mais diversos eventos desportivos do Estado do Rio de Janeiro.

“As coisas ainda estão se desenhando, mas não há nenhum tipo de informação neste sentido. Até segunda ordem, seguimos do mesmo jeito”, afirmou o major Silvio Luiz.

O Gepe tem um efetivo de 200 homens e não houve alterações no grupamento, em função das mudanças de comando nas forças de segurança do Rio.

Com sede em Deodoro, o Gepe realiza trabalho de revistas de torcedores, segurança da arbitragem, escolta de delegações e torcidas organizadas, além de ser responsável pelo policiamento interno do Maracanã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *