ter. mar 19th, 2019

Morre físico Stephen Hawking

Cientista escreveu 14 livros e teve a vida contada em filme premiado com o Oscar

O físico britânico tinha Esclerose Lateral Amiotrófica, uma doença degenerativa.

Foto: Reprodução/Internet 
Da redação

O físico britânico Stephen Hawking morreu aos 76 anos de idade. A informação é de um porta-voz de sua família. Ele era conhecido pelo trabalho inovador sobre os buracos negros espaciais e a relatividade. Escreveu 14 livros científicos, entre eles ‘Uma Breve História do Tempo’ e ‘O universo em uma casca de noz’.  

Aos 21 anos, Hawking foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença que causa a morte dos neurônios motores, células nervosas responsáveis por todos os movimentos do corpo. Os pacientes vão, aos poucos, perdendo a capacidade de se mover, de falar, de engolir e de respirar.

Comunicado

Os filhos Lucy, Robert e Tim emitiram um comunicado, no qual disseram:
“Estamos profundamente tristes pois nosso amado pais faleceu hoje.
“Ele era um grande cientista e um homem extraordinário cujo trabalho e legado viverão por muitos anos.”

Os filhos de Hawking tambem assinalaram a “coragem e persistência” do pai, ressaltando que seu “brilhantismo e humor” inspiraram pessoas ao redor do mundo”.

“Uma vez, ele disse: ‘O Universo não seria grande coisa se não fosse o lar das pessoas que você ama.’ Nós sentiremos sua falta para sempre”, termina o comunicado.

Biografia

Stephen William Hawking nasceu a 8 de janeiro de 1942 em Oxford, exatamente no dia do aniversário de 300 anos da morte de Galileu. Filho do biólogo Frank Hawking e de Isabel Hawking, teve duas irmãs, Philippa e Mary, mais novas e um irmão adotivo, Edward. 

Sempre interessado por ciência, em sua infância, estudou na St. Albans High School for Girls – garotos de até dez anos eram educados em escolas para garotas, de 1950 a 1953.

Em 1959, entrou na University College de Oxford, onde pretendia estudar matemática, embora o seu pai quisesse que Stephen estudasse medicina. Como não pôde, por não ser disponível em tal universidade, optou então por física, formando-se três anos depois, em 1962.

Doutor em cosmologia, foi professor lucasiano de matemática na Universidade de Cambridge, onde foi professor lucasiano emérito, posto que havia sido ocupado por Isaac Babbage.

Autor de 14 livros, Hawking vivia em uma cadeira de rodas, por causa da Esclerose Lateral Amiotrófica, e era dependente de um sistema de voz computadorizado para se comunicar.

Casou-se pela primeira vez em 1965 com Jane Hawking e se separou em 1991. Em 1995, teve seu segundo casamento com a enfermeira Elaine Mason e se divorciou em 2006. Teve três filhos.

Em 2014, sua história foi contada no filme “A teoria de tudo”, vencedor de um Oscar.
Pouco antes de falecer, foi diretor de pesquisa do Departamento de Matemática Aplicada e Física Teórica e fundador do Centro de Cosmologia Teórica da Universidade de Cambridge.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *