ter. mar 19th, 2019

Mulher é atropelada e morta pelo marido no dia do seu aniversário


Foto: Divulgação
Luciana Sereno 

Um homem de 43 anos foi preso em flagrante acusado de atropelar e matar a mulher no dia do aniversário dela, no condomínio em que os dois moravam, em Indaiatuba (98 quilômetros de São Paulo). O crime ocorreu na noite do último sábado (24). De acordo com a polícia, ele estava embriagado.

O caso ocorreu no condomínio Mosteiro de Itaici, onde as casas são avaliadas em mais de R$ 2 milhões. Na noite de sábado, no local, acontecia a festa de aniversário de 40 anos da diretora financeira Sabrina do Amaral Vechi.

De acordo com a Polícia Civil, três testemunhas contaram aos agentes da Guarda Civil de Indaiatuba que viram quando o marido de Sabrina, Alexandre Vechi, cuja profissão não foi divulgada, parou a caminhonete Dodge Ram Laramie que dirigia dentro do condomínio. A vítima também parou o carro que conduzia, um Subaru.

As testemunhas contaram ainda que os dois desembarcaram dos carros e começaram a discutir. Neste momento, o homem teria retornado para a caminhonete. Sabrina, então, teria parado na frente do veículo, abrindo os braços. Foi quando o marido a atropelou e passou com o carro por cima da cabeça da vítima.

Vechi deu ré na caminhonete, atingiu uma árvore, mas foi contido pelos vigilantes, que chamaram os guardas municipais. O suspeito foi impedido de sair do local. Ele foi preso e levado à Delegacia de Indaiatuba, mas teria se negado a prestar qualquer esclarecimento à polícia. 

Sabrina foi socorrida no Hospital Augusto de Oliveira Camargo, mas não resistiu. Ela tinha três filhos. O suspeito foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal), onde se recusou a fornecer amostra de sangue, mas passou por exame clínico, que constatou a embriaguez.

O caso foi registrado como homicídio qualificado (feminicídio) e embriaguez ao volante.

Também em Indaiatuba, um homem de 40 anos foi espancado por um grupo de pessoas após ter esfaqueado e matado a ex-companheira. Ele está internado, sob escolta policial, em estado grave.

Segundo a polícia, Maria Rosemi dos Santos, 42, foi morta após o ex-companheiro invadir sua casa. O suspeito tentou fugir, mas foi contido e agredido por vizinhos da vítima. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *