Ciclismo do Brasil é quinto em prova de Estrada

Equipe se despede com boa colocação na Holanda e projeta evolução para o Mundial na China

Fotos: Divulgação/FAB

 

Brasil obteve dois quintos lugares, respectivamente em provas rápida e de resistência 

Kleber Vieira

Em prova de Estrada, disputada nesta quarta-feira, na cidade de Chaam, na Holanda, a Seleção Brasileira de Ciclismo Militar de Estrada obteve o quinto lugar, no Mundial do CISM. O sargento Rafael Andriato lutou muito para integrar o primeiro pelotão a cruzar a linha de chegada, dentre os cerca de 70 competidores. À frente do Brasil chegaram as fortes seleções de Alemanha, Áustria, França e Irã. O retorno da delegação brasileira ao País está previsto para esta sexta-feira, dia 3.

Para a tenente Renata Gavinho, chefe de equipe, o resultado deixa uma perspectiva bastante positiva para a próxima competição, o mundial na China, em outubro de 2019.

Além de Renata Gavinho, na seleção Brasileira estão o treinador tenente Marcelo Marone e os atletas Gideoni Monteiro, Marcio Vicente, Rafael Andriato, Magno Prado, Cristian Egídio e André Eduardo Gohr, todos terceiros-sargentos.

Gideoni Monteiro, que é atleta olímpico, ressaltou o alto nível da equipe, que esteve sempre perto das melhores do mundo.

“Estamos muito felizes por termos participado do 31º Campeonato Mundial de Ciclismo, aqui na Holanda, conseguimos resultados expressivos, brigando contra os melhores do mundo, conseguimos dois quintos lugares (provas contra o relógio e de estrada). Deu para ver eu as equipes estão bem competitivas e nós estamos em um nível parecido, conseguindo brigar de igual para igual. Acredito que temos muito a evoluir e, para a China, vamos melhorar nesses detalhes, para chegarmos lá brigando por uma medalha”,

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *