Assassinato brutal na CDD

Avó e netinhas de com menos de oito anos foram mortas a facadas 

Reprodução/Internet

As meninas foram mortas juntamente com a avó, em uma das favelas mais violentas do Rio 

Da redação (RJ)

Um crime bárbaro chocou o Rio neste sábado. A idosa Maria Luzia da Silva, de 69 anos, e as as netas Ana Clara Silva Castro, de sete, e Ana Carolina da Silva Castro, de cinco anos, foram encontradas mortas a facadas por policiais militares. Os corpos estavam em uma casa, na Avenida Cidade de Deus, na localidade conhecida como Rocinha Dois, região do Karatê, na Cidade de Deus, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio.

O 18° Batalhão de Polícia Militar (Jacarepaguá) informou que foi  acionado, por volta de 12h30,  por moradores da Cidade de Deus, uma das favelas mais violentas do Rio, para atenderem à ocorrência. A idosa e as crianças já estavam mortas na sala, conforme relatos de familiares, que levantaram a versão de que houve luta entre a Maria Luiza e o assassino.

O caso foi registrado na 32 DP (Taquara), que acionou a Divisão de Homicídios, que investiga a causa do triplo homicídio e a identidade do assassino.

Em outro relato, os familiares informaram que as meninas moravam com a avó desde que a mãe delas se separou do marido e foi morar com outro.

Uma pessoa da família, que teve a identidade preservada, disse que mãe de Ana Clara e Ana Carolina ficou em estado de choque, por perder sua mãe e suas filhas de forma tão brutal e no mesmo dia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *